quarta-feira, abril 02, 2014


Dois morreram: Mortes entre Gangues faz Policia realizar operação em Ponta Grossa e Carambeí

0

E na manhã de hoje a Policia Civil e Militar  realizaram uma operação comandada pelo delegado de policia Marcus Vinicius Sebastião.

 A operação começou na Vila Nova em Ponta Grossa, mas o foco era a vizinha cidade de Carambeí, local este onde moram duas gangues rivais que protagonizaram duas mortes este ano.

A guerra entre as gangues de uma forma mais intensa começou no dia 09 de março quando foi assassinado a tiros Douglas Ruths, o Douglinhas como era mais conhecido. no dia 23, 14 dias após a morte do Douglinhas, foi assassinado a tiros Jeferson da Silva Lopes, 21 anos, tudo levar a crer que Jeferson foi morto em retaliação pela morte de Douglas.

Em Ponta Grossa a Policia Civil efetuou detenção de uma garota de 18 anos na Vila nova que seria a namorada de um dos procurados.

Durante as investigações Jeferson  se apresentou na delegacia, foi ouvido e liberado, depois acabou caindo em uma tocaia e morreu alvejado por disparos de arma de fogo.Segundo a policia Jeferson foi atraído por mensagem de uma garota , a qual  o atraiu para o local onde foi morto.

E para dar uma resposta à população, o delegado Marcus, pediu a preventiva de cinco pessoas.

Com a documentação em mãos, a operação foi montada e a policia e foi pra rua.
A policia conseguiu prender na operação dois elementos e uma garota que foi encaminhada, um dos elementos não tem nada haver com a situação das mortes, mas segundo a PM de Carambeí, ele veio de Pirai do Sul e estaria aprontando na cidade, Wesley, 20 anos foi detido na casa do Fábio de Jesus Pereira, 22 anos que tem mandado de prisão e teria fugido da cidade.

Já o outro detido foi Anderson Nilson da Silva Lopes, 22 anos irmão da segunda vitima fatal da briga das gangues.

Durante a operação um dos elementos conseguiu fugir.

O advogado do elemento que fugiu, disse que  iria apresentar o acusado na delegacia ainda hoje.



























    Divulgação Policia Civil.





0 comentários:

Postar um comentário