segunda-feira, maio 12, 2014


Depois que agente é morto com oito tiros em fuga de preso , os de PG fazem manifestação.

0

E os agentes penitenciários de Ponta Grossa fizeram uma manifestação na tarde de hoje em frente ao Cadeião do Santa Maria.

A manifestação foi para pedir ais segurança no trabalho que realizam no interior das cadeias do Paraná.

A decisão foi tomada depois que dois agentes carcerários e um investigador de plantão foram baleados durante a fuga de detentos da Delegacia de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, na manhã de ontem. 
12 detentos fugiram, alguns deles teriam sido baleados durante a fuga e troca de tiros.

Um dos agentes morreu baleado segundo as informações com oito tiros.

A rebelião teve início no momento em que a comida dos presos era entregue. 

Aqui em Ponta Grossa na última rebelião no Presidio Hildebrando de Souza  no dia 16 de abril, um agente foi mantido refém durante toda a rebelião.
...................
Nota  a seguir foi publicada ontem  G1

Um agente de cadeia pública morreu durante um tumulto com troca de tiros na Delegacia de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, por volta do meio-dia deste domingo (11), de acordo com a Polícia Civil. Dois presos fugiram e dois foram baleados, também segundo a Polícia Civil. Até as 19h, nenhum dos dois fugitivos havia sido recapturado.

Inicialmente, a Polícia Militar (PM) do município informou que 13 presos tinham fugido e que, desses, quatro foram baleados.
Outro agente de cadeia pública e um policial civil também foram baleados. Nenhum deles corre risco de morrer, segundo a Polícia Civil. Já entre os dois presos feridos, um está em estado grave, conforme o delegado Erineu Sebastião Portes.

De acordo com a PM, a confusão começou no momento de entregar o almoço para os presos. O tumulto aconteceu em uma cela com 13 presos que tinham posse de uma arma, segundo a Polícia Civil.
O delegado disse ao G1 que ainda não se sabe como a arma chegou até os detentos. "Eles tinham uma arma. Vamos fazer a oitiva [depoimento] com o agente de cadeia para descobrir como eles conseguiram a arma: se pegaram dos agentes ou se ela chegou de outra maneira", afirmou.

Por nota, o governo estadual informou que o governador Beto Richa (PSDB) determinou, no início da tarde deste domingo, a antecipação do plano de retirada dos presos custodiados em delegacias de Curitiba e Região Metropolitana.
"A determinação do governador é pela imediata retirada dos presos das delegacias, a começar por Colombo. Os presos serão absorvidos pelo sistema prisional do Estado, de responsabilidade da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos", diz um trecho da nota.

Os 82 presos da Delegacia de Colombo devem ser transferidos para o Complexo Penitenciário de Piraquara, na Região Metropolitana da capital paranaense, conforme o governo estadual.
Às 19h, o delegado relatou que metade dos detentos foi transferida durante a tarde deste domingo e que os demais devem ser transferidos ainda neste domingo, com exceção dos envolvidos na confusão, que vão ser ouvidos sobre o ocorrido.

A capacidade da Delegacia de Colombo é de 24 presos.









0 comentários:

Postar um comentário