sábado, setembro 06, 2014


Orgãos de Segurança se integram para realizar Mega Operação em Ponta Grossa.

0

Uma operação que mobilizou policiais rodoviários federais e estaduais, civis, ambientais e guardas municipais foi deflagrada em Ponta Grossa na manhã de ontem, se estendendo ao longo do dia. A ação cumpriu mandados de busca e apreensão, além de ter realizado blitz e abordagens em diversos pontos da cidade.
Intitulada 'Operação Integrada', a atividade reuniu um efetivo de 32 viaturas e mais de 100 pessoas, entre policiais e guardas municipais, além de ter contado com um helicóptero do Grupamento Aéreo (Graer) para auxiliar nas buscas e fiscalizações.
Durante a operação foram cumpridos mandados de busca e apreensão de armas, drogas e munição, além de terem sido realizadas fiscalizações de trânsito, abordagens e patrulhamento em diferentes pontos do município. Ao longo do dia as equipes empregadas se dividiram em oito locais, cada uma atuando em um ponto específico pré-determinado pelo planejamento da operação.
Pela manhã de ontem armas, munição e drogas foram recolhidas em revistas feitas por cumprimento de mandados, com alguns suspeitos sendo detidos. Durante a noite de ontem estava prevista a realização de uma 'ação de saturação', com revistas e abordagens em pontos estratégicos da cidade, onde havia uma reincidência maior de crimes e delitos. O balanço com os resultados da 'Operação Integrada' deverá ser divulgado na manhã de hoje.
De acordo com o comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, major Edmauro Assunção, ações como a 'Operação Integrada' deverão se tornar mais frequente no município, e a ação conjunta entre diferentes forças de segurança foi destacada por ele. “Será uma operação frequente e que conta com apoio de diferentes forças de segurança, quando se junta esforços os resultados são mais expressivos”, argumenta o comandante.
Assalto mobiliza efetivo durante operação
No início da tarde de ontem um assalto acabou mobilizando parte do efetivo empregado na  'Operação Integrada'. Um malote com aproximadamente R$ 20 mil foi roubado em um correspondente bancário, na rua XV de Novembro, próximo à Balduíno Taques.
O assalto teria sido cometido por um homem armado, que fugiu em uma motocicleta, e em seguida fugindo em direção à região da Vila Nova. O veículo utilizado durante o assalto foi localizado próximo ao Parque Margherita Masini, já abandonado.
Um grande efetivo então se deslocou à área, incluindo o helicóptero do Graer, para fazer buscas. Um suspeito chegou a ser detido, no entanto, não teria sido reconhecido pelos funcionários do estabelecimento assaltado.
Texto: Jeferson Augusto /Diário dos Campos
Imagens: RS POLICIA.































0 comentários:

Postar um comentário