quarta-feira, janeiro 14, 2015


Depois de roubo, PMs abordam e apreendem moto por um motivo pouco conhecido dos motoristas.

0


Policiais do 1º BPM de Ponta Grossa foram deslocados na manhã de hoje para verificar uma situação de roubo na região da Vila Curitiba.

No local havia ocorrido um roubo a um mercadinho, o ladrão estaria armado e teria fugido do local a pé depois de roubar em torno de 15,00 reais.

Uma das viaturas empenhada nos patrulhamentos na região atrás do suspeito do roubo, acabou de deparando com uma moto suspeita e avisou uma outra equipe de policiais sobre a moto e os dois ocupantes.

Esta segunda RPA conseguiu fazer a abordagem na Av: Visconde de Mauá, um pouco antes da entrada da Vila Cipa.

Com os dois ocupantes da moto nada foi encontrado, mas a moto estava com o lacre da placa rompido, e desta forma  foi apreendida encaminhada para o batalhão.

E vale até como alerta para condutores, o lacre da placa se estiver rompido o veículo será recolhido.

De acordo com o código de trânsito brasileiro (CTB) existem diversas infrações que preveem a apreensão do veículo, a maioria delas relacionadas a estacionamento proibido, à falta de equipamentos obrigatórios ou o mau funcionamento dos mesmos.

Contudo, outras infrações também podem levar o veículo ao pátio, um exemplo de uma infração pouco conhecida pelos motoristas, é a do lacre rompido. O rompimento do lacre da placa não é de interesse de ninguém, mas sim a violação ou a falsificação dos demais elementos de identificação do veículo.
Além disso, o lacre da placa pode ser rompido, entre outras razões, pela simples oxidação do arame de que é composto, pela ferrugem, por alguma manobra de trânsito mal executada pelo condutor, por qualquer outro veículo que bateu na placa ao estacionar atrás, ou por atos de vandalismo, sem que o proprietário se dê conta do ocorrido.

A fixação do lacre na placa do veículo tem como objetivo protegê-la de possíveis violações. Sem o lacre, a placa poderia ser trocada sem maiores problemas, o que facilitaria o trânsito de veículos roubados. Tornaria mais simples, também, a troca de placas com o intuito de usar o veículo para prática de roubos, assaltos e outros tipos de crimes. O uso do lacre, portanto, é imprescindível para inibir tais condutas criminosas.

Conduzir o veículo com o lacre rompido é enquadrado como infração de natureza gravíssima sujeita a multa no valor de R$ 191,54, menos sete pontos na CNH e apreensão do veículo.





0 comentários:

Postar um comentário