quinta-feira, março 26, 2015


Equipe do SAMU realiza parto pélvico dentro da ambulância, mãe e filha passam bem.

2


O parto aconteceu na Rua Ernesto Hilgemberg no Jardim Manacás por volta das 19h20 desta quarta feira, 25/03.

A equipe Bravo 2 do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) composta pelos socorristas Rudiclei e Julio Lino realizaram o parto .
A bebê, que recebeu o nome de Emilly, não quis saber de esperar a equipe e a  mãe chegarem ao hospital, e nasceu aos 9 meses de gestação, ali mesmo, no interior da ambulância Bravo 2 do SAMU de Ponta Grossa na rua de sua casa.
O problema é que ela não estava na posição apontada como ideal para o parto, chamada de cefálica, mas em posição pélvica, ou seja, os pés foram os primeiros a sair.
Considerado arriscado tanto para a criança quanto para a mãe, o parto pélvico é evitado por médicos nos dias de hoje, os quais optam pela cesárea.
Mas, a equipe Bravo decidiu em realizar o parto ali mesmo, no interior da ambulância, pois era o certo a fazer, não havia mais tempo.
Graças a Deus e a experiência da equipe, o parto foi realizado e foi um sucesso.

A mãe Kelly Alves Matoso, 18 anos, e sua filha Emilly foram avaliadas pela equipe Alfa que foi deslocada para o local com o Dr Sidnei, enfermeiro Paulo e o socorrista Julio Rocha, depois de avaliadas, mãe e filha foram encaminhadas para o Hospital Evangélico e passam bem.
Como o parto foi normal e não houve nenhuma complicação para a mãe ou para a bebê, ambas devem deixar o hospital nos próximos dias. 
Para finalizar a matéria, fica aqui mais uma vez o respeito e admiração do RS POLICIA por aqueles que salvam vidas todos os dias, e com certeza nesta ocorrência a emoção foi ainda maior para estas duas equipes do SAMU, pois duas vidas estavam em jogo, uma delas o seu "primeiro" dia de vida ...Parabéns as equipes.

E se você acha que esta matéria merece ser compartilhada por favor faça isso, as equipes merecem essa homenagem.







 Nas imagens a seguir, os dois responsáveis pela Bravo 2 e pelo parto, organizando a ambulância para partir atender outra ocorrência, porque a vida não para, ou melhor, vidas precisam ser salvas.
                                                  SAMU PONTA GROSSA


2 comentários:

Anônimo disse...

Parto pélvico é quando a pélvis (bunda) vem primeiro. Se foram os pezinhos, esse parto foi podalico.
O parto pélvico ou podalico, não traz mais riscos pra mãe que uma cesárea. Mas muitos profissionais não sabem assistir esse tipo de parto, e se realmente não tem experiência, e sai mais experts em fazer cesárea, melhor que façam o que sabem mais.
A equipe, acompanhou e assistiu o parto, mas quem FAZ o parto, é a mulher. Parabéns mamãe! Emily já veio decidida e sabendo que queria chegar ao mundo da maneira mais natural e saudável que existe, por isso não quis esperar chegar no hospital, onde com toda certeza, iriam empurrar a mãe dela pra faca.

Anônimo disse...

Legal eles terem dado a devida assistência, mas gente, quem faz o parto é a mulher! Ela realizou o parto! Os profissionais do Samu a ampararam e prestaram assistência. Até porquê se houvesse tido alguma complicação grave que necessitasse de alguma intervenção, essa provavelmente não poderia ser feita dentro de uma ambulância. Mas essa mulher foi forte e sabia que seu corpo estava trabalhando perfeitamente para trazer sua filha ao mundo. Portanto, digo mais uma vez: QUEM FAZ O PARTO É A MULHER!

Postar um comentário