sexta-feira, março 06, 2015


Funcionários dos Correios podem entrar em GREVE no dia 17

0

Em assembleias realizadas ontem (5) em Curitiba, Londrina, Cascavel, Ponta Grossa e Maringá, os trabalhadores aprovaram por ampla maioria o indicativo de greve para dia 17 de março (terça-feira). Neste dia, haverá novas assembleias pelo estado em que os trabalhadores poderão deflagrar a paralisação.

As assembleias fazem parte do calendário da Campanha Nacional contra a Privatização dos Correios, da Federação Nacional dos Trabalhadores de Empresas em Correios - Fentect. A campanha nacional dos trabalhadores dos Correios tem como eixo central a luta contra a privatização dos Correios que está acontecendo a partir do CorreiosPar – empresa privada que servirá como subsidiária para que a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT expanda sua atuação em outros ramos, através da compra e de sociedade com grupos privados.



A categoria exige também que o plano de saúde volte a ser gerido pela ECT; entrega de correspondências só pela manhã; contratação imediata através de concursos públicos; pagamento de adicionais de periculosidade e adicional de risco aos carteiros motorizados; anistia; jornada de seis horas para atendentes; mais segurança nas agências dos Correios e retirada da direção da empresa com eleição direta para todos os cargos.



Pautas estaduais dos trabalhadores nos Correios do Paraná aprovadas em assembleia:

• Pela volta do adicional dos OTTs que trabalham em CDDs
• Pelo fim da sobrecarga de trabalho, em especial nos CTC/CTE/CTCI
• Pelo fim da desova das encomendas no prédio da João Negrão e a responsabilização dos gestores pelo problema – etiquetas erradas para encaminhamento rápido do serviço
• Pela resolução do problema da climatização do CTCE de Londrina
• Contra as dobras continuadas nos CDDs – pela contratação de trabalhadores
• Contra os descredenciamentos do Postal Saúde
• Entrega pela manhã em todo o Estado. Por um cronograma e lista de cidades que terão entrega pela manhã
• Por porta giratória em todas as agências dos Correios
• Por segurança armado em todas as agências dos Correios
• Pelo fim do contrato temporário
• Contra o pagamento das multas do Sedex pelos carteiros
• Pelo não pagamento da reciclagem decorrente de multas de trânsito pelos trabalhadores e nem que 
os trabalhadores assumam os pontos na carteira 


Pautas Nacionais:

Pelo cumprimento do acordo coletivo por parte da ECT:
• Pelo imediato cumprimento da cláusula 33 do acordo coletivo que prevê que a ECT se responsabilize pelo pagamento do salário do trabalhador afastado no período que o INSS ainda não tiver assumido o pagamento
• Pelo pagamento do seguro de vida para carteiro e atendente (Cláusula 76).
• Pela manutenção dos direitos previsto no plano de saúde da categoria, contra os descredenciamentos de clínicas e hospitais, cobranças e compartilhamento indevidas, atraso na liberação de procedimentos, inclusive cirurgias e partos 


Pautas nacionais gerais:
• Contra o CorreiosPar S.A. que privatiza os Correios
• Pela volta dos Correios Saúde – caixa de assistência a saúde vinculada com o RH da empresa
Fonte:SINTCON PR

0 comentários:

Postar um comentário