quinta-feira, junho 04, 2015


Policia prende casal acusado de estupro e tortura contra menina de 5 anos.

1

Casos de estupro na cidade de Carambeí chocam a população e até mesmo os policiais que atenderam o caso.

Marcus Vinícios Sebastião delegado da Policia Civil, responsável pelo 2º Distrito aqui em Ponta Grossa e titular também da delegacia de Carambeí, disse que o relato de uma das vitimas , uma menina de apenas cinco anos é algo que impressionante e que choca até mesmo um policial experiente como ele e os membros de sua equipe.

Neste caso que começou a ser investigado em maio deste ano, um casal foi preso por um mandado de prisão expedido pelo juiz da comarca.

Ambos são acusados de estupro de incapaz, cárcere privado e tortura, eles são pais adotivo da menina, que foi adotada a cerca de um ano atrás pelos dois, os quais já detinham a guarda do irmão da vitima, nestes casos como eles já estavam com um menino, a justiça determina que se for possível não se separe os irmão, o que acabou sendo feito, a menina também foi entregue ao casal, mas o que era para ser um lar feliz para a pequena, acabou se tornando uma casa de horror.

Depois de se recusar a participar de uma homenagem para o dia das mães preparada por professoras da sua escolinha, foi percebido que algo não estava bem , ela não deixava também as professoras se aproximarem ou tocarem nela, demonstrando terror... Com muito tato, e competência por parte das professoras em conversa com a menina, a qual queria ficar sozinha e pelos cantos, a menina acabou contando o que estava acontecendo, assim o Conselho Tutelar da cidade foi acionado para acompanhar o caso que por sua vez acionou também a Policia Civil.

Em uma conversa com a garotinha, conversa essa gravada, ela disse que até mesmo comida lhe era negado, que apanhava e era trancada no porão da casa, onde funciona a lavanderia , local onde os policiais encontraram o colchão, onde ela depois de apanhar era colocada pra dormir, segundo suas palavras.

Ela relatou o que o pai adotivo fazia também, no caso não houve o estupro consumado pelo homem, mas, segundo a menina ele colocava seu dedo "lá", o que foi comprovado em exames realizados, neste caso a mulher do acusado e acusada também disse em entrevista a página que esse ferimento foi provocado porque ela levantou a menina pela calcinha e por isso ela estaria machucada, perguntada sobre o sangue no interior do ouvido da menina, ela disse que isso foi devido a um tapa que ela teria desferido na pequena vitima.

Com base em tudo isso, o delegado pediu a prisão preventiva dos dois, M.L.D, 44 anos e da sua esposa M.B.D, 38 anos, a qual foi concedida e cumprida na manhã de ontem.
Agora ambos permanecem a disposição da justiça, eles negam os crimes, mas segundo a policia as evidências são claras, ainda segundo o delegado , uma criança de apenas cinco anos não teria como inventar toda uma situação destas inclusive com provas.




Em outro caso distinto de Carambeí, cuja prisão aconteceu ontem também,uma denúncia chegou até as mãos do delegado Marcus Sebastião, nesta denúncia uma mulher acusava o próprio irmão de estuprar sua filha, no caso sobrinha do acusado.

Segundo as informações da Policia outros dois casos de estupro já vinham sendo investigados na cidade, onde as características repassadas pelas vitimas batem com o detido neste caso, até mesmo vestimentas e calçados semelhantes relatados pelas vitimas de estupro foram encontrados na casa dele na manhã de ontem.

Ele nega os crimes , e no caso da acusação da irmã , ele diz que está sendo acusado porque deu uma surra no seu cunhado, onde chegou a quebrar um cabo de enxada no mesmo, mas isso porque este não passar de um sem vergonha e que agora estaria sofrendo esta acusação por parte da irmã injustamente.

Mas segundo a policia, existem evidências que levam o suspeito ao local onde os crimes teriam sido cometidos.

Neste caso , J.M.S 34 anos, é suspeito de praticar três casos de estupro. 

As prisões ocorreram na manhã de ontem em operação realizada pela Policia Civil com o apoio da Policia Militar de Carambeí.















1 comentários:

Nilton Carlos de Paula. disse...

Lixos.piór q lixos.

Postar um comentário