segunda-feira, julho 06, 2015


Capotamento: Estudante de direito é preso depois de adulterar placa de carro com fita isolante.

0

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na tarde deste domingo (5) em Arapongas, na região norte do Paraná, um estudante de direito que adulterou as placas dianteira e traseira de um automóvel com o uso de fita isolante.

Com a adulteração, dois numerais das placas, '6' e '3', foram transformados em '8'. Assim, a sequência original, '6340', se tornou '8840'.

O crime foi descoberto após o motorista do carro, um Ford Fiesta, se envolver em um acidente de trânsito, no quilômetro 193 da BR 369. Ao chegar no local, os policiais rodoviários federais logo constataram a adulteração.

A prisão foi efetuada no Hospital João de Freitas, para onde o motorista havia sido encaminhado pela equipe de resgate da concessionária que administra o trecho. Sem ferimentos, ele teve alta médica.

Não havia outras pessoas no carro, cujo proprietário é avô do estudante. O carro saiu da pista e capotou, sem atingir outros veículos. A pista estava seca e o limite de velocidade no local é de 80 quilômetros por hora.

O preso, de 23 anos de idade, disse à equipe da PRF que cursa o quinto ano do curso de direito e que estaria prestes a se submeter ao exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele fez o teste do bafômetro, que não apontou a ingestão de bebida alcoólica.

A pena prevista para o crime de adulterar qualquer sinal identificador de veículo é de reclusão de três a seis anos. A PRF encaminhou o preso e o automóvel para a Delegacia da Polícia Civil em Arapongas.

O estudante estava ainda com a carteira de habilitação vencida há mais de 30 dias, o que configura infração de trânsito de natureza gravíssima.

Fonte: PRF


0 comentários:

Postar um comentário