sexta-feira, julho 31, 2015


Crise do IML: Empresário morre após bater contra Bitrem e cair em Ribanceira

0

O acidente aconteceu  por volta das 11h da manhã de hoje,31/07 na PR 090 no Km 199 região de Arapoti.

Na ocorrência morreu o empresário de Arapoti Kennedy Carneiro Lobo, 49 anos o qual segundo as informações teria se perdido em uma curva, bateu contra um Bitrem e caiu em uma ribanceira.

Com o carro capotando diversas vezes o corpo da vitima foi ejetado do veículo.

O corpo foi recolhido pelo IML aqui de Ponta Grossa.
.....

Este corpo deveria ser levado para o IML de Curitiba, pois devido a falta de médicos, é isso que vem sendo feito nos últimos dias, o que acaba ocasionando ainda mais desespero as famílias que ficavam no aguardo do transporte até o IML de Ponta Grossa e depois ser levado para a capital do estado, a espera lá e depois o retorno, somente depois disso era liberado aos familiares.

E hoje, com mais uma morte violenta que foi da motogirl Marilisa Silveira, 33 anos, os dois corpos deveriam ser levados para o IML de Curitiba, mas acabaram sendo liberados por aqui mesmo no início da noite.

Tudo isso porque segundo apuramos, um funcionário do IML aqui de Ponta Grossa, pediu ajuda ao Deputado Plauto Miró Guimarães Filho, que por sua vez pediu o apoio do prefeito Marcelo Rangel, o qual juntamente com a secretária de saúde Ângela Pompeu cederam o médico da Secretaria de Saúde Dr. Ramiro Reggiani Anzuategui para liberação dos corpos.

O pedido foi feito através de um ADOC assinado pelo delegado chefe  da 13º SDP Danilo Cesto.

Só fica uma pergunta, porque hoje, pode ser feito isso ??? Porque um funcionário teve que ter jogo de cintura, e ir atrás de ajuda.

Será que isso (resolver os problemas) não da votos ou é apenas falta vontade das nossas lideranças politicas para resolver este problema de uma vez em Ponta Grossa, as vezes não parece que temos 21 vereadores, 2 deputados federais e 3 estaduais eleitos pela população da cidade.

Não esqueçam o IML  que atende à 28 cidades da região ainda está sem médicos.






                                                        Reprodução Facebook


0 comentários:

Postar um comentário