terça-feira, outubro 27, 2015


2,5 Milhões:Assessor acusado de peculato vai cumprir pena em Ponta Grossa

0

Rodrigo de Paula Pires foi trazido para Ponta Grossa na tarde de hoje (27/10) por uma equipe do Grupo de Diligências Especiais (GDE) da 13ª SDP.

Rodrigo estava preso desde o último dia 19/10 no DEAP em Itapema, quando foi preso pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú.

Assim que chegaram em Ponta Grossa, Rodrigo foi levado diretamente ao IML, na sequência à 13ª para cadastramento e depois foi levado para o Centro de Regime Semi­-Aberto de Ponta Grossa ­(CRAPG)

Rodrigo  foi investigado pela Polícia Civil do Paraná quando ocupava o cargo de assessor de contabilidade da Câmara Municipal de Ponta Grossa, de onde desviou recursos públicos entre 2004 e janeiro de 2009. 

Ele subtraía o dinheiro da conta da Câmara na Caixa Econômica Federal e adulterava os documentos relacionados à movimentação.

Além do desvio de R$ 2.367.468,37, a inspeção do TCE do Paraná comprovou o desvio de outros R$ 129.851,81, por meio do empenho de despesas fictícias. As outras irregularidades apuradas foram a concessão indevida de adiantamentos a servidores e vereadores por meio de “vales”, empenho de despesas com pessoal em montante superior ao devido e inconsistências nos relatórios de gestão fiscal.

Denunciado por peculato* (por 106 vezes) a Justiça do Paraná expediu um mandado no último mês de setembro e condenou Rodrigo a seis anos e oito meses de reclusão. Os agentes da DIC de Balneário Camboriú receberam uma denúncia e após investigações localizaram o foragido escondido em um apartamento localizado na Rua 272, na Meia Praia, em Itapema.

* Peculato: Crime que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda; abuso de confiança pública.













0 comentários:

Postar um comentário