sexta-feira, outubro 09, 2015


Acusado de matar professora em Uvaranas é condenado a 36 anos de cadeia

0


Sandro Luis Ramos Araki foi condenado pelo Juizado de Violência Doméstica e Familiar de Ponta Grossa a mais de 36 anos de prisão pela morte da professora Andrea Câmara de Luca, 41 anos, morta a pancadas e facadas em julho do ano passado.

O crime aconteceu no apartamento onde o casal morava na rua Luís Guimarães, 254, em Uvaranas.

A decisão, a qual ainda cabe recurso, foi divulgada na manhã desta sexta feira, 09/10.

Relembre o caso:

Nota postada em 14 de julho de 2014

Sandro Luiz Ramos Araki é procurado pela policia de Ponta Grossa, pois é o principal suspeito de matar a facadas Andrea Câmara de Luca, 41 anos.

O crime aconteceu na noite de ontem no apartamento onde os dois estavam morando juntos nos últimos meses.

Segundo as informações a filha de Andrea, a qual tem apenas 10 anos , chegou a ver a mãe sendo agredida por Sandro, e teria visto quando este pegou uma faca.

Depois disso ela foi trancada em seu quarto e não viu mais nada.

Hoje depois de pedir ajuda pela janela , uma equipe comandada pelo Sargento Andrade foi até o local e com ajuda de um chaveiro entrou no local, lá encontrou a menina trancada em um dos quartos e e em outro o corpo de Andrea, a qual foi morta com vários golpes de faca, na região do toráx, e também tinha ferimentos na cabeça, seus cabelos também foram cortados pelo autor.

Ele fugiu do local com um Palio Azul, placa AJZ 9580...

O crime aconteceu na rua Luís Guimarães, 254, em Uvaranas.
.....
Complemento 15/07 : Sandro foi preso em Imbituva na noite de ontem pela Policia Militar, a prisão ocorreu por volta das 23 horas.

Com ele foram encontrados artigos alusivos a Magia Negra, encontrado também um tablet do Ministério da Educação que era usado pela professora.





















                                                      Imagem: Arquivo pessoal/Facebook
                                                      Imagem: Arquivo pessoal/Facebook




0 comentários:

Postar um comentário