terça-feira, outubro 20, 2015


Ex-assessor condenado a quase sete anos foi preso ontem em Santa Catarina

2

Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, cumpriu o mandado de prisão condenatória em desfavor de Rodrigo de Paula Pires, 35 anos, na manhã desta segunda-feira (19), em Itapema.


Rodrigo  foi investigado pela Polícia Civil do Paraná quando ocupava o cargo de assessor de contabilidade da Câmara Municipal de Ponta Grossa, de onde desviou recursos públicos entre 2004 e janeiro de 2009. 
Ele subtraía o dinheiro da conta da Câmara na Caixa Econômica Federal e adulterava os documentos relacionados à movimentação.
Além do desvio de R$ 2.367.468,37, a inspeção do TCE do Paraná comprovou o desvio de outros R$ 129.851,81, por meio do empenho de despesas fictícias. As outras irregularidades apuradas foram a concessão indevida de adiantamentos a servidores e vereadores por meio de “vales”, empenho de despesas com pessoal em montante superior ao devido e inconsistências nos relatórios de gestão fiscal.
Denunciado por peculato (por 106 vezes) a Justiça do Paraná expediu um mandado no último mês de setembro e condenou Rodrigo a seis anos e oito meses de reclusão. Os agentes da DIC de Balneário Camboriú receberam uma denúncia e após investigações localizaram o foragido escondido em um apartamento localizado na Rua 272, na Meia Praia, em Itapema.

Após os procedimentos cartorários, Rodrigo foi encaminhado a Unidade Prisional Avançada (UPA) de Itapema, de onde deve ser transferido para o Sistema Penitenciário aqui do Paraná nos próximos dias.
Fonte: Clik Camboriú 


DIC/Divulgação

2 comentários:

Anônimo disse...

ate que enfim justiça ao nosso povo pontagrossense e o dinheiro vai devolver ou fica c o papai...

pc farias disse...

logo logo esta solto com tornozeleira, o dinheiro nunca mais.

Postar um comentário