quarta-feira, dezembro 16, 2015


Mulher e amante são condenados a mais de 30 anos por matar PM em Uvaranas.

0

Em um julgamento que durou mais de 12 horas no dia de ontem(15/12),Eliane de Oliveira Grzesczyczen foi condenada a 18 anos de cadeia e o amante e cúmplice dela na morte do marido,Marcos Willian Santos da Silva a foi condenado a mais de 15 anos.

Os dois foram presos durante o velório do Cabo da Policia Militar Emerson Luís Grzesczyczen, que foi assassinado com mais de 10 facadas logo depois de fechar sua lanchonete no Parque dos Pinheiros em Uvaranas no início da madrugada do dia 23 de março de 2014.

Marcos que já havia trabalhado para o policial em sua lanchonete, e ainda ajudava ele em algumas tarefas, e também mantinha um caso com a esposa do patrão.

Ele admitiu na época que haviam planejado o crime com Eliane para poderem ficar definitivamente juntos.

Relembre o caso...

E na noite deste domingo(23/03/2014) homens da Policia Militar e da Policia Civil apresentaram na 13º SDP os suspeitos na morte do cabo da Policia Militar que foi assassinado com 12 facadas na madrugada deste domingo no interior da lanchonete que possuía no Parque dos Pinheiros.

Emerson Luís Grzesczyczen, 42 anos foi esfaqueado por Marcos Willian Santos da Silva , 20 anos, o qual já foi funcionário do cabo, ele prestava serviços no mesmo local que matou seu ex patrão e marido da sua amante Eliane de Oliveira Grzesczyczen.

Segundo Marcos ele tinha um caso com a esposa do cabo a três anos.

Se dizendo arrependido Marcos disse que a intenção era livrar o caminho, ou seja com o cabo morto eles poderiam ficar juntos.

Eliane não quis falar muito, mas disse que ficou com medo e por isso escondeu a faca usada no crime, a arma foi encontrada escondida ainda suja de sangue na casa do policial.
Eliane disse que Emerson Luís confiava em seu assassino.

Segundo informações o cabo teria procurado um amigo e teria pedido algumas orientações sobre seus bens, e uma possível separação, as informações dão conta que ele teria além de sua casa e da lanchonete que ficam no mesmo terreno mais três imóveis de aluguel.

Durante a madrugada, Eliane a esposa do cabo assassinado, disse que estranhou a demora de Emerson ir deitar e foi ver o que estava acontecendo, quando chegou na parte da frente onde funciona a lanchonete encontrou o marido caído e ferido.

A policia começou a trabalhar com a hipótese de latrocínio primeiramente, mas depois de algumas investigações o rumo dos fatos levou os policiais do 1º BPM que trabalharam no caso a esclarecer o crime chegando no nome de Marcos,ex funcionário e pessoa de confiança do cabo e a própria esposa do policial os quais já estão detidos.




















0 comentários:

Postar um comentário