sábado, janeiro 16, 2016


Operação Policial na noite de ontem coloca assaltantes e foragidos na cadeia

1

O 1º Batalhão de Polícia Militar realizou na última sexta-feira (15/01) diversas ações de combate à criminalidade, coibindo especialmente a incidência de homicídios em Ponta Grossa. 

A “Operação Saturação”, como foi batizada, mobilizou Policiais Militares da 1ª Companhia PM, Pelotão de Trânsito, Pelotão de Choque, Pelotão de Polícia Montada e Agência Local de Inteligência. As ações desta sexta-feira foram desencadeadas em regiões específicas no Bairro de Uvaranas, identificadas por meio de um prévio trabalho de planejamento e inteligência policial.

Dentre as ações policiais desencadeadas foram realizadas abordagens a estabelecimentos comerciais (bares), veículos e pessoas em atitude suspeita, organizados bloqueios de vias em pontos específicos, patrulhamento montado em regiões alvos da operação, além de reforço no policiamento ostensivo das áreas comerciais.

Ao longo da operação foram abordados e vistoriados 13 estabelecimentos comerciais e 152 veículos, além de 251 pessoas revistadas. Foram lavrados 22 autos de infração de trânsito e recolhidos 9 veículos ao pátio do Batalhão. 

Dentre as centenas de pessoas abordadas, dois suspeitos de assalto foram detidos portando um simulacro de arma de fogo (pistola) e encaminhados à delegacia, após assumirem seu envolvimento com crimes de roubo na região. Outros dois indivíduos tinham contra si mandados de prisão expedidos pela justiça e também acabaram presos. Policiais Militares lavraram ainda um Termo Circunstanciado, após deter um suspeito que desobedeceu às ordens de parada e tentou evadir-se à abordagem policial.

O 1º BPM destaca que a operação realizada, além de atuar no enfrentamento a crimes de homicídio, traz reflexos positivos sobre incidência criminal em quaisquer modalidades. Intensificar o policiamento ostensivo significa proporcionar mais segurança e tranquilidade à população do município, compromisso de hoje e sempre assumido pela Polícia Militar.

Fonte:Comunicação Social do 1º BPM.
1º Ten. QOPM Natália Marangoni de Oliveira - OCS/1º BPM.
2º Sgt. QPM 1-0 Lucas Fabiano de Oliveira – Auxiliar.








1 comentários:

Anônimo disse...

Este grupos de whatts tinham q acabar e serem punidos assim a polícias poderia fazer muito mais porq estaria tud na lei

Postar um comentário