segunda-feira, setembro 17, 2018


Apresentador de TV a cabo de PG é preso suspeito de ter matado Gaby Scheiffer

0


A Seção de Homicídios  da 13ª SDP cumpriu nesta manhã de segunda-feira, mandados de busca e apreensão e de prisão temporária expedidos pelo Juízo da 3ª Vara Criminal, em desfavor de um apresentador de TV a cabo de Ponta Grossa. 

O caso envolve a investigação relativa à tentativa de homicídio da qual foi vítima   GABRIEL SCHEIFFER, nome social GABY SCHEIFFER, ocorrida em  23/06/2018, na BR 373, Km 165, neste município. 

Segundo a delegada que preside  o inquérito, Tania Sviercoski, com o avanço das investigações, foi possível obter informações relativas à autoria, que remetem à pessoa detida, a qual foi vista obrigando a vítima a entrar em seu veículo, antes dela ter sido encontrada morta,  às margens da BR 373, que liga os municípios de Castro e Ponta Grossa.  

GABRIEL SCHEIFFER, nome social GABY SCHEIFFER,  foi alvejada por dois disparos de arma de fogo e ao pedir por socorro, acabou sendo atropelada por um veículo que trafegava na referida via. 

Com as informações fornecidas por testemunhas presenciais, foi representado ao Juízo da 3ª Vara Criminal, pela expedição de mandado de busca domiciliar e prisão temporária do suspeito e as  investigações prosseguirão nos 30 dias de vigência da prisão temporária.

Fonte: Policia Cívil 

.........

Abaixo a noticia postada aqui na página do RS POLICIA, após a localização do corpo de Gabriel Scheiffer mais conhecido como Gaby.


O fato aconteceu por volta das 22h25 de sábado (23/06) no trecho da PRC 373 proximidades da Harima do Brasil, entre a ponte sobre o Rio Pitangui e o trevo de acesso a entrada para a Estrada Velha.

A PRE foi acionada para atender a uma ocorrência de atropelamento, a equipe médica da Concessionária CCR RodoNorte também foi deslocada, porém a vítima já estava em óbito.

Foi realizado teste de etilômetro na condutora do veículo atropelador, uma Nissan Frontier, que acusou 0,00 mg/l, a motorista em estado de choque só parou na base da RodoNorte de Carambeí.


O IML e o Instituto de Criminalística foram acionados para tomar as medidas cabíveis, o corpo de Gaby foi recolhido ao Instituto Médico Legal da cidade.

Durante o exame de necropsia no Instituto médico Legal foi verificado que a vitima, além das lesões provocadas pelo atropelamento apresentava três marcas de tiros, sendo um no rosto, um no braço e um no dedo, ou seja, a vítima foi atingida por três disparos de arma de fogo antes de ser atropelada.

Os documentos de Gabriel Scheiffer, nome de batismo, conhecido como Gaby, de 19 anos foram localizados cerca de 4 km do local do atropelamento por um funcionário da RodoNorte.

O caso possivelmente deverá ser investigado pelas equipes do Setor de Homicídios da 13ª SDP que é presidida pela Delegada Tânia Maria Sviercoski. 








0 comentários:

Postar um comentário